Smooch Girls

Seu parceiro é homem ou menino? Faça o teste! Por Mônica El Bayeh

Libertinas

Fiquei mal e comecei a vasculhar a Internet e notei uma deficiência sobre o assunto no Brasil. O ditado os opostos se atraem é mentira. Na maioria dos casos, as mulheres sempre esperam o homem tomar iniciativa e, se a mulher estiver interessada, pode fazer tudo de forma sutil sem assustar, achando que ele domina o jogo. Um sujeito feio pode conquistar uma mulher? Ele pode ter o cabelo legal, usar roupas adequadas, ter um corpo legal. É possível aprender a ser um conquistador?

Mulheres casadas busca 563623

Especialistas

O que seu parceiro a tem em mente quando se trata do seu relacionamento e as crianças? Seu parceiro a deveria tomar as rédeas dessa resposta. Que tipo de divórcio aconteceu? Questionar sobre a o ex é algo que deve acontecer depois que você decidir investir naquele relacionamento. De qualquer forma, Rebecca avisa que se o parceiro a passou por um divórcio complicado, é possível que a ex interfira, sim, no seu namoro. Notícias relacionadas Maraci, bom dia! Eu ainda era um adolescente quando conheci uma garota que namorei por quase cinco anos. Foi a época restante feliz da minha vida.

Horóscopo: confira a previsão de cada signo para esta segunda-feira 16/05

Independentemente da idade e da aparência, muitas pessoas nunca atingem a maturidade. Passam a vida como meninos. Alguns homens se esquecem de crescer. Nos tiram o fôlego, mas internamente funcionam quanto adolescentes. Fazem um estrago danado. Se quer saber se é o conto do seu, faça o teste e confira. E fuja se ainda der tempo! Na verdade, quase nada.

Saiba identificar se o seu relacionamento está falido

Levantamentos mostram que as mulheres continuam subindo ao altar, e muito. Fazem isso sem os medos do passado e, em geral, se casam de segundo — e de novo se preciso for. Entre os casamentos que acontecem hoje no Brasil, a maioria exatamente é o de estreia, o primo de ambos os noivos. Por isso, quanto mais cedo se arrumasse um marido, mais tranquilos ficavam os pais. Nesse ponto, nem tudo mudou tão assim, conforme comprova a história da analista de mídias sociais Fernanda Poli, 31 anos. No entanto, hoje ela comemora a iniciativa.